28/01/2014

O ciclo da vida

A gente nasce, cresce, se reproduz e morre.
Ainda no ensino fundamental abrem nossas cabecinhas e enfiam isso la dentro, como uma filosofia de vida só pra adicionarem todo o restante de obrigações sórdidas ao longo da nossa miserável vida. Uns anos mais tarde nos dizem que temos que fazer um tal de vestibular, que temos inúmeras provas assim que terminar o ensino médio, que isso é importante pra nossa vida. Um pouco mais tarde (quando já sabemos da importância exacerbada que dão ao dinheiro), dizem que precisamos de um emprego bom, que nos dê um retorno financeiro melhor ainda e que se foda se seremos felizes nas nossas humildes escolhas! O Governo disse que temos que ganhar dinheiro então vamos obedecer, afinal, não temos desejos mesmo! Temos que enriquecer alguém. 
Sempre fui do contra. Enquanto uns iam pela direita eu ia pela esquerda. Uns queriam doce e eu salgado. Agora não seria diferente. Muitos querem a faculdade e eu, quero minha liberdade. Não é birra, não é drama, não quero aparecer nem nada disso. Só não quero ser uma conformada que faz o que os outros mandam! Eu prezo a liberdade e a felicidade! Eu sei que não sou a unica que pensa assim e sei também que é uma minoria, mas é o que eu quero.
As coisas simples sempre exerceram um poder muito grande sobre mim. Ir à fazenda, colher flores, fotografar, ler, andar na rua, ler, viajar, pintar... Queria conseguir inserir isso tudo na minha realidade mas com os estudos fica um tanto complicado. 
Quando chegamos ao terceiro ano somos bombardeados com perguntas do tipo: "E ai, já sabe o que vai fazer da vida?" ou então: "Vai pra qual faculdade?". Mas caramba! Só temos 17 anos e já devemos tomar a decisão mais importante de nossas vida? É isso mesmo produção? Acho que tem algo de errado aí! Não devemos seguir essa lista que a sociedade impôs tão à risca! Pra quê toda essa caretice? Me diz! 
Não quero fazer faculdade agora, não sonho em ganhar R$10.000,00 por mês nem em morar em um apartamento de luxo. Não quero isso tudo pra mim. Ficarei contente se eu estiver fazendo o que me faz feliz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário