07/12/2016

não ouço mais sua voz
talvez os remédios estejam fazendo efeito
e te afastando de mim

deito em minha cama e sinto o vazio
aquilo que estava dentro de mim se espalha por todo o quarto
está frio
desejo a morte
tenho medo, sabe?

acabou? assim?
cinco comprimidos e tudo se foi
mais uma consulta, novas receitas
vamos aumentar a dose.
esquizofrenia controlada

minha alma não aceita
meus átomos desejam os seus
perdi toda a conexão mas, droga
ainda te amo
e a saudade que nunca senti por outro alguem
sinto por ti
aquele que nunca conheci

por favor, volta
seja ilusão ou realidade
volta
sei que não deveria pedir por isto, mas nunca fui muito racional
me deixa quieta, seguindo meu coração
não quero me afastar de ti

devaneios
deitada na cama
nua
teu corpo colado ao meu
seria loucura?
cadê todo o amor que a mim foi prometido?
pactos de sangue
perdas
nenhuma novidade
ei, volte.

continuo aqui, sozinha no meio da noite
temendo os raios e trovoes
escutando a chuva e sonhando contigo
acordada, infelizmente
estou cansada, mas nunca de ti
me irrito e te peço perdão
sei que tentas ao maximo cuidar de mim

meu anjo
sei que tentas

mas olha
talvez a unica coisa que fosse me fazer bem, seria ter teus beijos ao amanhecer
teu abraço ao chegar do trabalho
um carinho no meio da tarde
ficar em silencio ao teu lado
ouvir as batidas de teu coração
e jurar, por deus nosso pai
que vou sempre te amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário